Primeiro o Verão quente. Depois o Outono frio. Outras estações...

25.2.08

*

Whenever a black man or a woman is president an asteroid is about to hit the statue of liberty.
(John Stuart na apresentação dos Oscares 2008)

*Yupiiiiiiii!

21.2.08




Como é que se estofa um sofá?
Como é que as nozes e as amêndoas são descascadas nas fábricas e saem inteiras?
Quem é que descasca as pevides que nós comparmos em saquinhos nos supermercados?
O que é que acontece às cartas que nunca chegam?
Por que é que as mulheres, quando põem creme na cara, fazem sempre caretas?

20.2.08

And they lived happily ever after


Eu?!? Beijar?!??

Nem que ele se transformasse no jeitoso ali do lado!! Ainda por cima um sapo chamado Beelzebufo...

18.2.08

A chuva torrencial em Lisboa, tem o mesmo efeito que o Euro nos portugueses, só que ao contrário.

15.2.08


Depois de muito puxar pela cabeça descobri de onde é que o conheço*! Daqui!
* Calma gajas, calma! Da mesma maneira que conheço o Johny Depp, o Rodrigo Santoro, o Christian Bale... cinematograficamente falando :)

14.2.08

No primeiro minuto tive uma epifânia, no segundo ia tendo um enfarte com o acidente que ia provocando.

13.2.08

12 palavras que eu gosto

Só não sei se consigo, por que não sei separar as palavras do conteúdo. As minhas palavras são sempre uma associação de ideias, mas não deixam de ser palavras, não é Pitucha? Fiz como a Leonor : agarrei o lápis quase sem bico e rabisquei num pedaço de lenço de papel as minhas favoritas, mas claramente ultrapassam as 12.

A primeira, tem que ser, inevitavelmente, sensação. Por tudo o que causa em nós, nos outros, por tudo o que nos obriga a fazer ou a desfazer... e não acham uma palavra sensual? Adoro rebuçado!Também gosto do som da palavra recauchutar, ainda que nunca tenha recauchutado nada, nem saiba bem o significado do verbo recauchutar... mas gosto, pronto! Ponto. Gosto de laçarote, papaia e biquini, palavras sem grande significado, mas que ficam bem em qualquer boquinha. Contrastam com princípio, que soa sempre tão pequenino e inofensivo e pode transformar-se no que tu quiseres! Ai! e já estou mesmo a chegar ao fim, só tenho mais duas... Olhares e conchinha!
Espera! (algo que detesto fazer:) afinal ainda podia escrever mais uma.

Ó Pitucha, não querias antes dizer 122?!

Living la vida loca!

É! E ainda só é quarta-feira!!! Mas eu gosto, eu gosto! E entre os relatórios, o laboratório, as aulas e a vida amorosa e social, lá arranjei um curso de produção que, inocentemente, pensei que ia ser uma brincadeira.
Sou daquelas pessoas que quanto menos tempo tenho, mais ele me rende, dentro de um determinado limite, é óbvio. Não tenho um horário estricto, não tenho "patrão", trabalho pertinho pertinho de casa, tenho carro, tudo coisas que ajudam a fazer render o tempo. Ah! mas sou extremamente organizada no que toca ao meu tempo! geralmente chega-me para tudo, excepto se começo a ficar desmotivada, o que acontece quando começo a ter tempo a mais... Ano novo, altura de balanços e tal, 'tá decidido, vou voltar para o Italiano! (esta foi uma das minhas resoluções de ano novo, a juntar à de não comprar mais malas;) Mas o nível já não é assim tão básico, já ia ter que trabalhar em casa, estudar um pouco mais do que me apetecia, o exame ia ser oral, não! decidi que o melhor seria começar uma outra coisa, numa área que também em interessa, o teatro, a escrita, a cena de ficar nos bastidores... e que fosse por pouco tempo. Assim... uma cena menos a sério, 'tão a ver?

É! Tenho que fazer um projecto, exequível e vou ter uma nota!!!! Pior, o senhor professor disse logo que aquilo não era brincadeira nenhuma, e que nos ia dar muito trabalho. Quando ouvi a palavra "projecto", pensei que tinha ouvido mal. Aliás, a frase foi "Ria-se agora enquanto pode, porque quando tiver que apresentar o projecto, logo chora!" Enfiei logo 1536 facas imaginárias no peito e lâminas muito afiadas nos pulsos!!

Agora tenho que ter uma ideia! uma ideia não! "A" ideia!! Ou seja, não posso sair do curso e pensar nas outras coisas da minha vida, não! Tenho sair do curso e ter ideias! Portanto: ajuuuuudem-me!!!!

7.2.08

Coisas que sabem bem

Quando às 6 da tarde ainda é de dia!!

4.2.08

Ó Sr Doutor! Não queremos que lhe falte nada!


23milhões??!! Bem... que ninguém trabalhe para aquecer, parece-me bem. Que o senhor se abale de lá d'Ondeodiaboperdeuoscalções para vir fazer um transplante num dia de suposto descanso, até a mim me custa imaginar. E o povinho... ai! é muito injusto com os médicos! não vem nada no juramento de Hipócrates que diga que o senhores têm que estar sempre a tratar dos outros. E, convenhamos, ninguém trabalha para fazer bem o bem, pelo menos ninguém trabalha sempre só para fazer o bem, como por vezes achamos, injustamente, que os médicos deveriam fazer. Quem é bom no que faz merece, sem dúvida, ser recompensado. Estas pessoas são boas, fazem bem o bem.... ganham o quê?